clique aqui!
by Banner-Link

 

      Mimi CaT 

          Cestas e telemensagens

                          A melhor maneira de homenagear quem você Ama 

  


 

             Por quê parar de fumar?

 

“O cigarro é uma arma carregada e o tempo se encarrega de apertar o gatilho”- afirmam os estudiosos do assunto.

A OMS Organização Mundial de Saúde estima que esta arma vai matar aproximadamente 200 mil brasileiros neste ano. Mas não há crime: seu uso é livre. Se você tem vontade de viver mais e com melhor saúde abandone este hábito.

O cigarro causa:
- 25% das mortes por doença coronariana, principalmente angina e infarto do miocárdio;
- 45% das mortes por doença coronariana na faixa etária abaixo dos 60 anos;
- 45% das mortes por infarto agudo do miocárdio na faixa etária abaixo dos 65 anos;
- 85% das mortes por bronquite e enfisema;
- 90% dos casos de câncer no pulmão (entre os 10% restantes, 1/3 é de fumantes passivos)
- 30% das mortes decorrentes de outros tipos de cancer (de boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo de útero)
- 25% das doenças cerebrovasculares (principalmente derrame cerebral)

O tabagismo ainda pode causar impotência sexual no homem, complicações na gravidez, aneurismas arteriais, úlcera no aparelho digestivo, infecções respiratórias e trombose vascular.

Lembramos ainda:
1- Fumar traz prejuízos financeiros
No plano profissional, o fumante tem, segundo estatísticas, menores chances de contratação e ascensão dentro de sua empresa. Por outro lado, suas despesas aumentam, não só pelos gastos diretos com cigarros, isqueiros, etc mas também com gastos indiretos, como exames, remédios e até internações decorrentes de doenças relacionadas ao tabagismo.

2- Fumar prejudica a aparência.
Mancha os dentes, reduz a hidratação e a elasticidade da pele, provocando rugas precoces e prejudica a circulação, favorecendo a formação de celulites e varizes. Sem falar no odor desagradável que fica impregnado na boca, nos cabelos, nas roupas e na própria pele.

3- Fumar prejudica os outros.
A família de quem fuma, seus amigos e seus colegas de trabalho, na condição de fumantes passivos, estão sujeitos também a riscos, uma vez que estão expostos as mesmas substâncias tóxicas, ainda que em menor quantidade.

4- Fumar dificulta a vida social.
Os “direitos”do fumante têm sido cada vez mais cerceados tornando sua posição quase insustentável socialmente, isolando-o em “fumódromos” e fazendo-o passar por situações constrangedoras no trabalho, em locais públicos ou mesmo na casa de amigos ou parentes. Independente das controvérsias legais e políticas envolvidas na questão do tabagismo, esta é uma tendência que parece não ter mais volta, e a convivência social tende a ficar a cada dia mais difícil.

E, apesar de todo mundo saber disso, o número de fumantes permanece assustadoramente alto.
Fuma-se para relaxar ou para esquecer algum problema, para sentir-se menos só ou mais sedutor, para passar o tempo... Enfim, o cigarro vira um “companheiro” ou uma “bengala” tornando o fumante cada vez mais dependente psicologicamente dele.

Que tal parar de fumar?
Durante a síndrome de abstinência você não está doente. Está apenas se reorganizando. Nesta fase (aproximadamente 2 semanas) seu corpo e sua mente vão precisar de muito carinho e atenção para compensar o desconforto e para que o corpo “entenda” que não precisa mais da nicotina para viver e sim adaptar-se a uma nova forma mais saudável de funcionar.

Você vai precisar de muita água, alimentação equilibrada, atividade física, novos hobbies, artes, ocupar as mãos, o tempo e o espírito... um pouquinho de paciência, até reaprender a funcionar como um organismo livre, saudável e pleno.

Não existem milagres, mas você pode parar de fumar com sucesso. Basta ter coragem para tomar esta decisão e enfrentar seus desafios. Mostre para você mesmo o quanto ama sua vida!

 

Voltar

 


  |Copyright© 2001 [Todos os Direitos Reservados]